Veja dicas de como praticar a redação até o dia do Enem

passo a passo do que o aluno precisa fazer para treinar a escrita.

Dia da prova do ENEM ( Exame Nacional do Ensino Médio ) está chegando, a maior preocupação dos alunos deve ser com a redação, antes de começar a redação em si, é preciso conhecer os critérios que são levados em consideração na hora da correção. No Enem , a redação é corrigida considerando 5 critérios fundamentais, são chamados de “5 competências”.

Competência N° 1: Demonstra domínio da norma culta da língua portuguesa.

Nessa competência é avaliado os aspectos básicos da língua portuguesa, como a maneira correta de escrever as palavras, o emprego correto das expressões, etc. O candidato recebe uma avaliação que do conhecimento das regras básicas do português. É de suma importância que o aluno saiba a diferença entre linguagem oral e escrita para se sair bem nessa avaliação.

Competência N° 2: Compreender a proposta da redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Essa competência avalia a compreensão da proposta da redação, ela verifica se o candidato consegui ser fiel ao tema. Ser fiel ao tema significa escrever sobre o assunto proposto sem perder o foco. Mas como assim? Iremos explicar, se o texto é sobre a hidrografia do Distrito Federal, o assunto centro da redação não poderá ser outro se não a hidrografia do Distrito Federal. Muitos candidatos fogem do tema acabam falando mais sobre outros aspectos relacionados ao tema do que o tema em si. Por isso a capacidade de ser fiel ao tema é essencial para redigir uma boa redação.

Outro parâmetro abordado por essa competência é a argumentação utilizada. Um texto dissertativo argumentativo utiliza a argumentação como base para defender uma ideia, você precisa convencer o leitor por meio da comparação, conceitos, exemplos, etc., para mostrar que você tem conhecimento para discorrer sobre o tema e apresentar uma conclusão coerente e fundamentada.

Competência N° 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Esse critério avalia de uma forma geral a organização do seu texto e a utilização correta da conjunções (mas, porém, pois, porque, etc.), que são os termos responsáveis por conectar frases e uni-las de forma coerente. A maneira como você organiza as ideias é fundamental para a interpretação correta do texto. Toda a escrita precisa refletir corretamente o que pensamos, traduzindo nossos pensamentos de forma que o leitor consiga facilmente compreender nosso ponto de vista.

Competência N° 4: Demonstrar conhecimento do mecanismo linguístico necessário para a construção da argumentação.

Essa competência está relacionada a anterior, mas nesse caso o ponto avaliado é a sequência de ideias: a relação entre as frases e os parágrafos. É preciso saber o momento certo de ser terminar um parágrafo e de se começar outro, bem como terminar uma frase e começar outra. Cada frase precisa estar inserida corretamente no contexto do seu respectivo parágrafo, para que não prejudique a lógica do texto e a linha de pensamento.

Competência N° 5: elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Essa competência já deixa claro a importância de se considerar e valorizar as diferenças culturais e sociais. Você não deve se restringir a um só cultura ou sociedade manifestando particularidade que induza ao preconceito, à segregação ou ao menosprezo. Ao fazer a redação considere a diversidade cultural e sócia.

Os corretores de Enem esperam que a conclusão traga uma solução para o problema que foi exposto na sua proposta do tema. É preciso ser coerente com o que já foi mencionado ao longo do texto. É preciso, ao longo da redação, direcionar o leitor para uma linha lógica que se conclua na resolução do tema, deixando claro sua posição sobre o assunto.

Cada uma das competências recebe uma nota que varia de zero a 200. Depois, os avaliadores somam as notas de todas a competências, atribuindo um valor final para a redação, que pode variar entre zero e 1000. Apesar de não ser difícil gabaritar a redação do Enem, poucos candidatos conseguem esse feito, pois não conhecem os critérios cobrados ou não sabem como atender a cada requisito.

Descubra como se destacar

Em média, as competências de 1 a 4 costumam ter notas entre 100 e 120 (ou seja, algo entre 50-60% da pontuação máxima), e a competência 5 costuma tirar notas em torno de 33% da pontuação máxima. Considerando que a avaliação do Enem não é muito criteriosa, é possível se destacar bastante da média se você sabe o caminho certo a seguir.

fonte:http://comofazerumaboaredacao.com/dicas-de-como-fazer-uma-redacao-para-o-enem/

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.