Veja como funciona a técnica “POMODORO” e como ela pode te ajudar !

A técnica se baseia na ideia de que fluxos de trabalho divididos em blocos podem melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco. Sendo assim, melhora a sua produtividade.

veja como é:

  1. Faça uma lista com as tarefas que estão pendentes;
  2. Programe um cronômetro para 25 minutos;
  3. Escolha uma das tarefas e trabalhe nela sem interrupções (sem redes sociais);
  4. Quando o despertador tocar, faça uma pausa de 5 minutos;
  5.  Risque a tarefa da sua lista depois que terminá-la;
  6.  Retome o trabalho depois da pausa por mais um “pomodoro” equivalente a 25 minutos;
  7. A cada quatro “pomodoros”, faça uma pausa mais longa: 30 minutos até voltar ao trabalho;

Repita isso todos os dias que precisar estudar. Comece fazendo a lista diária  e anote quantos “pomodoros” usou, ao lado de cada tarefa da sua lista.A ideia é que, com o passar do tempo, você descubra quantos “pomodoros” usa para fazer suas atividades.

O descanso de até 5 minutos pode ser pouco, se a atividade mental tiver sido muito exigente e cansativa. Recomendamos que você descanse mais, se precisar, para não correr o risco de retomar a próxima etapa de estudos exausto. Que não lhe trará resultados positivos.

Para atividades que exijam um esforço criativo maior, como fazer uma redação, esse método pode não funcionar. A “inspiração” nem sempre aparece na hora que a gente quer, muito menos quando o tempo é limitado a 25 minutos. Estender esse prazo pode dar mais certo, uma vez que as próprias bancas dos vestibulares recomendam reservar no mínimo 1 hora para a produção do texto.

A Técnica Pomodoro é bem interessante para evitar a procrastinação e é boa para quem precisa de uma ajudinha pra se concentrar. Só que fica a dica: se for preciso, encontre a melhor maneira de adaptar a técnica a sua necessidade.

 

bons estudos,

 

#NovoImpactoTaguatinga #Dicas.

 

fonte referência, guia do estudante.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *